Portuguesa pode perder mando por agressão a jornalista

A Portuguesa ainda não conseguiu engrenar no Campeonato Brasileiro. E, nos próximos dias, a equipe lusitana pode ganhar mais um adversário, desta vez fora das quatro linhas. A Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (Aceesp) pediu uma punição à Portuguesa, após o jornalista Alexandre de Barros ser agredido no Canindé.

O fato aconteceu depois do empate da Lusa contra o Flamengo (2 x 2), quinta-feira, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na oportunidade, o filho do presidente lusitano, Manuel da Lupa, conhecido como Manézinho, que é vice de comunicações no clube, teria dado um soco por trás no repórter da Rádio Terra AM.   De acordo com algumas informações, a mãe de Manézinho e esposa de Da Lupa, Fátima Ferreira, foi até uma delegacia e registrou um Boletim de Ocorrência, relatando que também foi agredida por Barros. E este seria o motivo de o filho ter revidado.
  
Nos próximos dias, o caso deve ser encaminhado até a Justiça Desportiva para que o clube seja julgado.

Fonte: Agência Futebol Interior

Seja o primeiro à comentar em "Portuguesa pode perder mando por agressão a jornalista"