Clube nordestino ameaça abandonar Série C

Mesmo fazendo boa campanha no Campeonato Brasileiro da Série C, onde ocupa a vice-liderança do Grupo 5, à frente do Santa Cruz-PE, o Potiguar-RN está ameaçando abandonar a competição. O motivo -como não podia deixar de ser- é a dificuldade financeira.

O clube reclama a falta de apoio do Governo do Estado, e todo jogo a torcida pendura faixas contra o governo, como “Governo do Estado dá calote no Potiguar” e “Governo do Estado apoia ABC e América e esquece o Potiguar”. De acordo com a diretoria do clube, a governadora Vilma de Farias prometeu ajudar com R$ 80 mil em duas parcelas, mas só teria pago a primeira. Com o imbróglio, o vice-presidente do clube, Waltencyr Soares, não descartou a possibilidade do clube abandonar a Terceirona.

“Planejamos o segundo semestre do Potiguar com esses R$ 40 mil, que ainda não chegou, e isto trouxe um problema grande. Como todos sabem, a CBF resolveu não bancar ninguém este ano, o que aumentou o grau de dificuldade em manter um time de futebol em atividade, cujas despesas são altíssimas”, declarou ao Jornal de Fato.

O secretário da governadora, Rubens Lemos Filho, reconhece que foi repassado R$ 40 mil, mas garante que foi esse o valor combinado, e não duas parcelas deste valor.

“A governadora Wilma prometeu apenas R$ 40 mil para o time mossoroense. Essa dívida foi criada pela boa imaginação da diretoria do Potiguar, porque a governadora já cumpriu o prometido. Acredito que eles estão usando o time para tentar derrubar o governo”, acusou o secretário.

Outra reclamação do Potiguar é que o ABC, que disputa a Série B neste ano e jogava a Série C até o ano passado, recebeu quase sete vezes mais: R$ 270 mil. Lemos Filho, que curiosamente coordena a equipe de futsal do ABC, explicou a disparidade no valor oferecido às duas equipes.

“O ABC realmente recebeu mais dinheiro do que o Potiguar, mas é porque a torcida do clube é bem maior do que a do time mossoroense. Um patrocinador repassa sempre mais dinheiro para o time de maior representatividade. Quem recebe mais? O Corinthians que joga a Série B ou a Portuguesa que está na Série A?”, finalizou o secretário, colocando mais lenha na fogueira.

Agência Futebol Interior

Seja o primeiro à comentar em "Clube nordestino ameaça abandonar Série C"