Arrastão do Moto derruba técnico do BEC

O Moto venceu por 3 a 1 e garantiu a primeira colocação na fase de classificação. Com o resultado, o técnico Wink do BEC foi demitido no estádio.

marciomachadoblog.jpgUma exibição de gala do líder invicto do primeiro turno do Campeonato Maranhense. O Moto venceu o Bacabal por 3 a 1 e garantiu a primeira colocação na fase de classificação e a vantagem nas semifinais. O time rubro-negro chegou a 21 pontos e não poderá mais ser alcançado.

Pior para o Bacabal que perdeu o jogo e o treinador Luís Carlos Wink que foi demitido ainda no estádio faltando apenas quatro dias para a estréia no Campeonato Brasileiro Série C, contra o Paysandu no próximo domingo.

O Moto iniciou a partida disposto a garantir a primeira colocação com uma rodada de antecedência. Aos 12 minutos, Rigo desce pela esquerda e lança Kelson. Ele vê a entrada de Josivan que recebe, invade a grande área e chuta no canto direito do goleiro Fabiano para fazer 1 a 0.

O empate do Bacabal sai aos 23 minutos. Eloir lança Clodoaldo que escapa de Deco e chuta sem chance de defesa do goleiro Nei.

O segundo tempo começa equilibrado, mas aos poucos o Moto vai envolvendo o adversário. Aos 11 minutos Clayton rouba a bola no meio-campo e lança Kelson. Ele descobre Márcio Machado (foto) livre que se antecipa ao goleiro Fabiano e desempata a partida.

A blitz rubro-negra continua. O time desce em arrastão pela direita. Outra vez Clayton rouba a bola no meio e lança Kelson. Ele vê Rigo entrando livre pela esquerda. O lateral-esquerdo do Papão manda uma bomba e o goleiro Fabiano nem vê onde a bola passa. Era o terceiro gol rubro-negro.

A diretoria do BEC só esperou o apito do árbitro Edilson Santiago para anunciar nas cadeiras do Estádio Nhozinho Santos a demissão do técnico Luís Carlos Wink.

No vestiário do BEC, a notícia da demissão provocou revolta da comissão técnica e alguns jogadores. Membros da comissão técnica tentaram cercar o diretor José Alberto de Moraes Rego.

Wink não citou nome, mas deixou claro que a sua demissão tinha um responsável (José Alberto de Moraes Rego). Ele lamentou não ter tido condição de utilizar o time completo por conta de problemas de contusão.

O diretor José Alberto disse que pela manhã participou de um almoço com os mandatários do BEC e que ficou decidido que se Wink perdesse o jogo seria demitido. Ele confirmou a contratação de Ademir Fonseca que em 2006 deixou o Sampaio na mão ao fugir pelos fundos do hotel onde estava hospedado.

Ademir Fonseca desembarcará amanhã pela manhã em São Luís e seguirá direto para Bacabal.

Seja o primeiro à comentar em "Arrastão do Moto derruba técnico do BEC"