Brasil sofre, mas garante vitória contra a Sérvia

014884115-ai00.jpgO Brasil sofreu, mas conseguiu manter o domínio sobre a seleção da Sérvia e venceu em sua estréia na Liga Mundial 2008 por 3 a 2, parciais de 22/24, 25/23, 25/18, 25/23 e 15/11. O Brasil, que nunca perdeu para os adversários na ‘Era Bernardinho’ (a última derrota foi em 2000), mostrou que ainda precisa de ritmo de jogo, mas fez a festa da torcida paulista, que compareceu em peso ao ginásio do Ibirapuera. As duas seleções voltam a se encontrar neste domingo, às 10h (de Brasília), em São Paulo. A partida será transmitida ao vivo pela TV Globo.

Apesar de ter três de seus principais jogadores, Milijkovic, Grbic e Geric, no banco, a Sérvia deu trabalho ao Brasil desde o início do duelo. Ainda sem ritmo de jogo, a seleção verde-amarela, ofreu com as jogadas de meio dos adversários e com os saques e bloqueios do gigante Starovic, de 2m07. Perdendo por 16 a 12 no placar, o time conseguiu empatar após uma troca de papéis entre Marcelinho e Serginho: o levantador defendeu e o líbero levantou a bola para André Nascimento, que mandou uma bomba e fez 18 a 18. No entanto, o saque e o bloqueio da equipe de Bernardinho continuavam sem funcionar muito bem e, após uma invasão de Dante, os sérvios fecharam em 24 a 22.

O resultado deixou o clima tenso entre os brasileiros – enquanto isso, os sérvios se divertiam no intervalo com o Zecaré, mascote da Liga Mundial. Na volta para a quadra, a bronca de Bernardinho surtiu efeito: o saque da seleção melhorou, e o bloqueio adversário foi bem explorado. Parecia uma vitória tranqüila, ainda mais quando Dante fez 16 a 11 com um ace. Porém, os adversários encostaram com o placar em 20 a 19. Bruninho e Anderson entraram em quadra, e conseguiram segurar os rivais. Com um erro de Kovacevic no saque, o time da casa venceu por 25 a 23.

Com o empate, foi a vez de os sérvios ficarem nervosos. Irritados, os adversários reclamaram muito da animação da torcida, que não parava de cantar. Em quadra, a seleção brasileira enfrentou dificuldades, mas conseguiu se impor na terceira parcial, que teve direito a um belo rali: após um bloqueio de Gustavo e defesa do líbero Samardzic, Marcelinho defendeu, Serginho levantou e Dante voou no meio para fazer 6 a 5. Os europeus reagiram e conseguiram empatar, mas não teve jeito. Kovacevic chegou a fazer uma bela defesa com os pés, mas quem saiu vencedor do set foi o Brasil, que fechou por 25 a 18 com um ace de Dante.

Precisando da vitória no quarto set para seguir vivo, o time da Sérvia contou com o talento do inspirado oposto Starovic para equilibrar a partida. O Brasil tinha a vantagem, mas os erros de saque ajudaram os adversários, que abriram 19 a 16. Após encostar em 23 a 22, o time de Bernardinho mostrou falhas na defesa, e foi para o tie-break com um saque na rede de Gustavo: 25 a 23 para os europeus.

O Brasil abriu 6 a 3 no tie-break, mas a diferença diminuía à medida que os sérvios conseguiram encontrar espaços na defesa e explorar o bloqueio verde-amarelo. A tensão tomou conta do Ibirapuera quando os adversários empataram em 9 a 9 após o juiz marcar uma condução contra os brasileiros. Bruninho entrou para sacar e Brasil fechou em 15 a 11.

Leia mais no Globoesporte.com

Seja o primeiro à comentar em "Brasil sofre, mas garante vitória contra a Sérvia"