Dor e emoção marcam adeus de Guga

014746488-dp00.jpgGustavo Kuerten queria uma despedida de gala, e conseguiu. Em sua última partida de simples profissional, o brasileiro utilizou um uniforme azul e amarelo idêntico ao de 1997, quando conquistou o primeiro de seus três títulos em Roland Garros.

Brasileiros e franceses se uniram nas homenagens a Guga, que lembrou em alguns momentos o atleta que surpreendeu o mundo ao ser campeão pela primeira vez em Paris.

No entanto, apesar da torcida, as dores no quadril falaram mais alto e o inevitável aconteceu: número 19 do mundo, francês Paul-Henri Mathieu não teve dificuldades para derrotar o brasileiro por 3 a 0, parciais de 6/3, 6/4 e 6/2.

Brasileiro jogará nas duplas em Paris

O jogo deste domingo não foi o último de Guga como profissional: o brasileiro foi convidado pela organização para competir nas duplas. Ele fará dupla com o francês Sebastien Grosjean e a estréia será contra Nicolas Mahut e Julien Benneteau. A data do jogo, porém, ainda não foi definida.

Os brasileiros compareceram em peso à quadra central, que teve praticamente todos os 14.884 lugares tomados pela torcida. Muitos fãs usavam o mesmo uniforme de Guga, mas até camisas do Avaí, time de coração do catarinense, podiam ser vistas nas arquibancadas.

Leia a reportagem de André Amaral, do Globoesporte.com

Seja o primeiro à comentar em "Dor e emoção marcam adeus de Guga"