Briga na FMF

O representante do Sampaio na Federação, Humberto Trovão teria sido agredido na última sexta-feira pelo advogado Williams Dourado. Tudo aconteceu durante o julgamento de atletas de Sampaio e São José. O advogado do São José fazia a sua defesa quando foi interrompido pelo dirigente Tricolor. Trovão teria chamado o advogado de “palhaço” em pleno julgamento. Alguns minutos depois, os dois cruzaram no corredor da FMF. Dourado perguntou a Trovão o que ele havia dito durante o julgamento. Trovão repetiu que Dourado era”palhaço” e acabou levando um soco do advogado do São José.

9 comentários para "Briga na FMF"

  • Willians Dourado Costa

    Zeca, o fato lamentavelmente acoteceu. Gostaria apenas de fazer o seguinte esclarecimento: Eu estava fazendo a defesa do jogador Daniel (do Imperatriz), quando, de repende, Humberto Trovão interrompeu a minha defesa para falar com o auditor Coimbra. Então, pedi ao presidente da Comissão Disciplinar, o Dr. João Francisco, para que suspendesse a contagem do tempo de 10 minutos concedido a defesa porque eu estava sendo prejudicado com a convessa de Humberto Trovão, o que foi concedido.Entretanto, aconteceu que, Humberto Trovão, ao sair do auditório lotado da FMF, a maoria, jogadores amadores do MAC, me chamou de “MOLEQUE”. Ao concliuir a minha defesa oral, no corredor da FMF, chamei Trovão, e ele, agressivamente, respondeu-me: “TROVÃO NÃO … SEU TROVÃO”. Perguntei se ele havia me chamado de moleque. Ele respondeu: “CHAMEI … E … VOCÊ É UM MOLEQUE”. Diante dessa agressão contra a minha pessoa, ser chamado publicamente de “MOLEQUE”, fui levado por violenta emoção (raiva) e dei um soco em Humberto Trovão. Naquele momento, eu não tive como conter a minha reação. Ora, toda pessoa tem o direito de ser respeitada, é por isso que a própria lei protege a honra, a dignidade e a imagem. Finalizando, eu deixo a seguinte pergunta: VOCÊ GOSTARIA DE SER PUBLICAMENTE CHAMADO DE MOLEQUE?

  • Willians Dourado Costa

    Zeca, o fato lamentavelmente acoteceu. Gostaria apenas de fazer o seguinte esclarecimento: Eu estava fazendo a defesa do jogador Daniel (do Imperatriz), quando, de repende, Humberto Trovão interrompeu a minha defesa para falar com o auditor Coimbra. Então, pedi ao presidente da Comissão Disciplinar, o Dr. João Francisco, para que suspendesse a contagem do tempo de 10 minutos concedido a defesa porque eu estava sendo prejudicado com a conversa de Humberto Trovão, o que foi concedido.Entretanto, aconteceu que, Humberto Trovão, ao sair do auditório lotado da FMF, a maioria, jogadores amadores do MAC, me chamou de “MOLEQUE”. Ao concliuir a minha defesa oral, no corredor da FMF, chamei Trovão, e ele, agressivamente, respondeu-me: “TROVÃO NÃO … SEU TROVÃO”. Perguntei se ele havia me chamado de moleque. Ele respondeu: “CHAMEI … E … VOCÊ É UM MOLEQUE”. Diante dessa agressão contra a minha pessoa, ser chamado publicamente de “MOLEQUE”, fui levado por violenta emoção (raiva) e dei um soco em Humberto Trovão. Naquele momento, eu não tive como conter a minha reação. Ora, toda pessoa tem o direito de ser respeitada, é por isso que a própria lei protege a honra, a dignidade e a imagem. Finalizando, eu deixo a seguinte pergunta: VOCÊ GOSTARIA DE SER PUBLICAMENTE CHAMADO DE MOLEQUE?

  • Willians Dourado Costa

    Zeca, o fato lamentavelmente acoteceu. Gostaria apenas de fazer o seguinte esclarecimento: Eu estava fazendo a defesa do jogador Daniel (do Imperatriz), quando, de repende, Humberto Trovão interrompeu a minha defesa para falar com o auditor Coimbra. Então, pedi ao presidente da Comissão Disciplinar, o Dr. João Francisco, para que suspendesse a contagem do tempo de 10 minutos concedido a defesa porque eu estava sendo prejudicado com a convessa de Humberto Trovão, o que foi concedido.Entretanto, aconteceu que, Humberto Trovão, ao sair do auditório lotado da FMF, a maoria, jogadores amadores do MAC, me chamou de “MOLEQUE”. Ao concliuir a minha defesa oral, no corredor da FMF, chamei Trovão, e ele, agressivamente, respondeu-me: “TROVÃO NÃO … SEU TROVÃO”. Perguntei se ele havia me chamado de moleque. Ele respondeu: “CHAMEI … E … VOCÊ É UM MOLEQUE”. Diante dessa agressão contra a minha pessoa, ser chamado publicamente de “MOLEQUE”, fui levado por violenta emoção (raiva) e dei um soco em Humberto Trovão. Naquele momento, eu não tive como conter a minha reação. Ora, toda pessoa tem o direito de ser respeitada, é por isso que a própria lei protege a honra, a dignidade e a imagem. Finalizando, eu deixo a seguinte pergunta: VOCÊ GOSTARIA DE SER PUBLICAMENTE CHAMADO DE MOLEQUE?

    Willians Dourado Costa – Advogado

  • Willians Dourado

    Zeca, o fato lamentavelmente acoteceu. Gostaria apenas de fazer o seguinte esclarecimento: Eu estava fazendo a defesa do jogador Daniel (do Imperatriz), quando, de repende, Humberto Trovão interrompeu a minha defesa para falar com o auditor Coimbra. Então, pedi ao presidente da Comissão Disciplinar, o Dr. João Francisco, para que suspendesse a contagem do tempo de 10 minutos concedido a defesa porque eu estava sendo prejudicado com a conversa de Humberto Trovão, o que foi concedido.Entretanto, aconteceu que, Humberto Trovão, ao sair do auditório lotado da FMF, a maioria, jogadores amadores do MAC, me chamou de “MOLEQUE”. Ao concliuir a minha defesa oral, no corredor da FMF, chamei Trovão, e ele, agressivamente, respondeu-me: “TROVÃO NÃO … SEU TROVÃO”. Perguntei se ele havia me chamado de moleque. Ele respondeu: “CHAMEI … E … VOCÊ É UM MOLEQUE”. Diante dessa agressão contra a minha pessoa, ser chamado publicamente de “MOLEQUE”, fui levado por violenta emoção (raiva) e dei um soco em Humberto Trovão. Naquele momento, eu não tive como conter a minha reação. Ora, toda pessoa tem o direito de ser respeitada, é por isso que a própria lei protege a honra, a dignidade e a imagem.

    Finalizando, eu deixo a seguinte pergunta: VOCÊ GOSTARIA DE SER PUBLICAMENTE CHAMADO DE MOLEQUE?
    RESPONDA!!!!!

    Willians Dourado – Advogado

  • Willians Dourado Costa

    Zeca, o fato lamentavelmente aconteceu. Gostaria apenas de fazer o seguinte esclarecimento: Eu estava fazendo a defesa do jogador Daniel (do Imperatriz), quando, de repente, Humberto Trovão interrompeu a minha defesa para falar com o auditor Coimbra. Então, pedi ao presidente da Comissão Disciplinar, o Dr. João Francisco, para que suspendesse a contagem do tempo de 10 minutos concedido a defesa porque eu estava sendo prejudicado com a conversa de Humberto Trovão, o que foi concedido. Entretanto, aconteceu que, Humberto Trovão, ao sair do auditório lotado da FMF, a maioria, jogadores amadores do MAC, me chamou de “MOLEQUE”. Ao concluir a minha defesa oral, no corredor da FMF, chamei Trovão, e ele, agressivamente, respondeu-me: “TROVÃO NÃO … SEU TROVÃO”. Perguntei se ele havia me chamado de moleque. Ele respondeu: “CHAMEI … E … VOCÊ É UM MOLEQUE”. Diante dessa agressão contra a minha pessoa, ser chamado publicamente de “MOLEQUE”, fui levado por violenta emoção (raiva) e dei um soco em Humberto Trovão. Naquele momento, eu não tive como conter a minha reação. Ora, toda pessoa tem o direito de ser respeitada, é por isso que a própria lei protege a honra, a dignidade e a imagem.

    Finalizando, eu deixo a seguinte pergunta: VOCÊ GOSTARIA DE SER PUBLICAMENTE CHAMADO DE MOLEQUE?
    RESPONDA!!!!!

    Willians Dourado – Advogado

  • RONALD

    CARO ADVOGADO, VC MELHOR QUE NINGUEM DEVERIA SABER QUE ESSA NÃO É A MANEIRA DE AGIR VC PERDEU TODA A RAZÃO COM TAL ATITUDE, ESPERO QUE TROVÃO TENHA A TITUDE AQUILIBRADA QUE VC NÃO FOI CAPAZ DE TER E LHE INTERPELE JUDICIALMENTE, A LEI TEM QUE SER CUMPRIDA PRINCIPALMENTE POR VC ADVOGADO.

  • Fernando AZEVEDO

    Acho que o julgamento na Junta disciplinar tem quer sem mais disciplinado, na hora da defesa dos jogadores os advogados estão ficam falando e todo mundo fala, fica igual a feira do João Paulo no dia de Domingo. Dr. Francisco tem que potar moral na hora dos julgamentos. Já assistir varios julgamento e todo mundo fala que não nada haver com o Caso.
    Conheço o Dr. William e Humberto trovão, são pessoas de bem e as pessoa de bem se entende, Sem que tudo vai parar em Justiça, Os dois deve reconhecerem que erraram, e não houve soco e sim empurrão, tudo se aumenta neste Pais.

  • Willians Dourado Costa

    Em resposta ao comentário de RONALDI, que não conheço, tenho a dizer a ele que é muito fácil se comentar um fato depois de ocorrido. Na verdade, eu sou advogado, mas não sou de ferro, sou um ser humano igual a outro qualquer. Tenho emoções (raiva, tristeza, alegria etc.). Assim sendo, juridicamente, eu entendo que não perdi a razão tendo em vista que a própria lei me ampara pela legítima defesa putativa. Quanto a orientação de TROVÃO procurar a Justiça, que procure, porquanto, é um direito dele, como é o meu de me defender e de acusá-lo por crime de injúria, vez que chamar alguém de moleque é crime contra honra.

    Quanto ao comentário de FERNANDO AZEVEDO, realmente, você demonstra que tem freqüentado as sessões de julgamento. Você tem toda razão quando diz que o presidente da Comissão Disciplinar, o Dr. João Francisco, tem que por ordem nas reuniões de julgamento. No caso, como você deve ter percebido eu pedi ao Dr. João Francisco que parasse o meu tempo de defesa porque a conversa entre TROVÃO e o Dr.COIMBRA estava prejudicando a defesa do meu constituinte, que teve como resultado TROVÃO publicamente me chamar de MOLEQUE.
    O seu comentário contribui muito como observação ao presidente da Comissão Disciplinar.
    Valeu AZEVEDO.

  • thiago w

    esse tal TROVÃO e que e um moleque, nao tem capacidade de discutir com alguem inteligente e honesto, e parte logo para uma verdadeira desmoralizaçao…tem homens q falam e outros que fazem…concordo com vc dr.willians dourado..eu nao tinha dado so um soco, tinha dado varios……pq esse trovao e um analfabeto!