Presidente da Federação do Rio Grande do Norte renuncia

Em meio à crise que envolve o futebol potiguar nos últimos dias, com questões jurídicas no Tribunal de Justiça Desportiva, o presidente Alexandre Cavalcanti resolveu renunciar ao cargo ontem à tarde, alegando problemas de saúde. A informação foi confirmada pelo vice-presidente da entidade, José Vanildo, que assume a vaga até o final do mandato, em dezembro de 2009.

De acordo com Vanildo, a renúncia de Alexandre se deu na manhã de ontem. “O presidente foi submetido a uma bateria de exames cardiológicos feitos pelo médico Paulo Davi e terá que fazer um grave e exigente tratamento cardiológico.

Diante dessa incapacidade física e seguindo recomendações médicas, Alexandre resolveu se afastar definitivamente do cargo”, disse Vanildo, salientando que o ex-presidente deve embarcar nos próximos dias para São Paulo. No ano passado, Alexandre já havia sido sumbetido a uma angioplastia.

José Vanildo, que já vinha administrando os problemas pelos quais passavam a federação, sobretudo com as brigas entre América e Assu no Tribunal de Justiça Desportiva, a despeito do caso Anaílton, assume agora oficialmente a federação. “Alexandre me convocou e comunicou da decisão. Já formalizamos a situação e enviamos para a Confederação Brasileira de Futebol. Agora vou ficar até o final do ano”, afirmou.

Confirmado no cargo, José Vanildo já prepara algumas mudanças. “Vamos marcar uma reunião de trabalho e uma assembléia nos próximos dias.

Estou preparando a programação e vou contar com a assessoria de Lupércio Segundo para tomar algumas providências de forma imediata, com objetivo de adotar novos procedimentos nessa nova fase.

Queremos analisar o estatuto da federação, rever os termos do regulamento da forma que foi redigido para suprir omissões e fazer algumas adequações sem que isso contrarie o estatuto do torcedor”, explicou.

Neste final de semana, Vanildo disse que vai se debruçar sobre todas as informações da entidade, para que já na segunda-feira seja tomada algumas medidas. “É sabido da dificuldade financeira pela qual passa a federação.

No entanto, quero conhecer primeiro todo o funcionamento, porque só costumava atuar na parte técnica, como marcação de jogos, discussão de partidas, e agora quero ver toda a parte administrativa e financeira como um todo. A idéia é implantar novas metas e convocar uma assembléia para discutir”, encerroou.

Fonte: DN online

Seja o primeiro à comentar em "Presidente da Federação do Rio Grande do Norte renuncia"