Campeonato Brasileiro

O que significa a mudança da terceirona para o nosso futebol

A confirmação da nova Série C com apenas 20 equipes em 2009 e a criação de uma quarta divisão pela Confederação Brasileira de Futebol poderá beneficiar o futebol maranhense na próxima temporada, mas também pode nos colocar ainda mais no fundo do poço.

Atualmente, o Maranhão possui apenas duas vagas no Brasileirão, mas com a mudança, este número poderá chegar a quatro. Tudo vai depender do desempenho dos finalistas da Taça Cidade de São Luís que está na reta final. Sampaio, Bacabal, Imperatriz e São José terão a responsabilidade dobrada. Destes, apenas dois estarão na Série C 2008. E desde já vai o aviso.

Uma boa campanha dos nossos representantes significa terminar a competição entre os vinte melhores colocados. Se ficarmos do 1º ao 4º lugar melhor ainda. Estaremos na Série B. Se terminarmos entre a 5ª e a 20ª colocação, já estaremos garantidos na Série C em 2009. E teremos mais duas vagas na 4ª divisão. O que podemos dizer agora é que Moto, Maranhão, Chapadinha, Santa Quitéria, Nacional e Itinga estariam condenados agora a brigar por uma vaga na quarta divisão.

A melhor notícia é que a série C será em pontos corridos e terá jogos de ida e volta. Assim, o nosso calendário terá que ser modificado com o Campeonato Maranhense no início da temporada valendo as vagas para a Série D e Copa do Brasil no ano seguinte.

A definição por parte da CBF põe por terra a intenção dos dirigentes dos clubes que queriam dar ao Campeonato Maranhense previsto para começar em maio, a chave de acesso à Copa do Brasil e Série C em 2009. Nada disso será mais necessário.

Resta agora torcer para os nossos representantes formarem equipes competitivas. E desde já teremos que vencer os jogos dentro e fora de casa se quisermos continuar pelo menos na Série C. Um desastre este ano nos deixaria em situação ainda mais grave no cenário do futebol nacional.

Uma resposta para "Campeonato Brasileiro"

  • rubro-negro

    Zeca, corrija-me se eu estiver errado, mas essa decisão da CBF não contraria o Estatuto do Torcedor, que diz que a alteração do regulamento de uma competição não pode ocorrer de um ano para o outro?