Cabrera pode trocar o Galo pelo Sampaio

O técnico da Chapadinha, Paulo Cabrera poderá deixar a equipe nas próximas horas. O treinador vem sendo assediado pela diretoria do Sampaio Correa desde a noite de segunda-feira, quando a equipe tricolor perdeu para o Moto na terceira rodada da Taça Cidade, pelo grupo da capital.

O técnico do Sampaio, Hércules Venzon pediu demissão após a partida e, imediatamente, dirigentes do Sampaio ligaram para Cabrera. De lá para cá, eles vêm mantendo contatos com o treinador do Galo, oferecendo propostas “tentadoras”.

Hoje pela manhã, Cabrera informou ao blog da Mirante que já conversou com o presidente do Chapadinha, Magno Bacelar, que está viajando e que será muito difícil permanecer. “O que pode fazer com que eu fique no Chapadinha é o carinho que eu tenho pelo time e pela torcida. Os jogadores também querem que eu fique e disseram que farão de tudo para tirar o time da lanterna do grupo do interior. Vou aguardar a chegada do presidente para conversarmos pessoalmente sobre o assunto, mas são grandes as chances de deixar a equipe”.

Hoje à tarde o time fará o primeiro coletivo da semana, visando o jogo de domingo contra o Santa Quitéria, fora de casa pelo returno da TC. Cabrera informou que enqunto nada for definido, ele continuará treinado o Galo.

A situação do Sampaio Correa é bem mais difícil que a do Chapadinha, pois a equipe ainda não somou nenhum ponto no grupo da capital e está a seis pontos do segundo colocado, faltando apenas 3 jogos para o fim da fase classificatória para o quadrangular final da competição. O Chapadinha tem só 1 ponto, mas está a apenas 3 do segundo do grupo do interior, que é o Imperatriz.

Fonte: Willian Fernandes/TV Mirante de Chapadinha

Uma resposta para "Cabrera pode trocar o Galo pelo Sampaio"

  • Antonio

    O Sampaio tá mais perdido do que cachorro que cai de mudança. A única coisa boa que o fraco presidente do clube, Sergio Frota, fez foi mandar pra cassa esse aventureiro do Ricardo Alves. Esse rapaz desde que chegou a São Luis só sabe dá golpe e Sergio Frota caiu no conto do vigário. De resto, vai ser assim, apagar fogo o tempo todo e o Sampaio, que está acima de tudo, fica pagando pela incompetência e falta de planejamento desses aprendizes de dirigente de futebol.