Sérgio Belfort deverá ser o técnico do Imperatriz

A diretoria do Imperatriz deve acertar com o técnico Sérgio Belfort nas próximas horas. Belfort estava no Paysandu-PA e foi demitido após o empate com o Remo no clássico realizado no fim de semana pelo paraense 2008. Sérgio Belfort foi treinador do Araguaína no Campeonato Brasileiro Série C.

Deu no jornal O Liberal…

Sérgio Belfort cai

Após empate contra o Remo, diretoria do Papão decide demitir treinador

O Paysandu está sem técnico novamente. Um dia depois do empate no Re x Pa, a diretoria de futebol do clube decidiu tirar Sérgio Belfort do comando do elenco bicolor. O treinador, que veio do Araguaína/TO, foi demitido antes de completar dois meses na Curuzu. A justificativa apresentada pelos dirigentes para trocar mais uma vez o manda-chuva da equipe foi o mau resultado no jogo contra o Remo. Belfort foi o quinto técnico alvi-azul somente neste ano.

‘Ontem (segunda-feira) de manhã, a diretoria esteve reunida com o Belfort e resolvemos tirá-lo do time. Não nos agradou a forma como o time foi escalado. Ele passou para nós que a equipe ia entrar em campo diferente, mas eles atuaram como o Time Negra jogava. Faltou esquema tático e, para nós, Re x Pa é um negócio sério’, justificou-se o coordenador de futebol do Paysandu, Antônio Cláudio.

Para Antônio, as falhas apresentadas no jogo do torneio Ama Belém perseguiram o time durante todo o ano e não foram resolvidas por Sérgio Belfort. ‘Antes da partida, ele (Sérgio Belfort) nos disse que não tinha como perder. No final, ele explicou que o meio-campo não funcionou, além de outros dois setores. Mas isso nós passamos o ano todo ouvindo. Ele apostou errado. Tinha gente para colocar ali, como o Patrick, por exemplo’, reclamou. A pressa por bons resultados, segundo o coordenador, é conseqüência da preocupação da diretoria com a classificação para a o Brasileiro da Série C de 2008.

‘Não podemos perder a classificação. Tínhamos que demiti-lo, senão depois fica tarde para correr atrás do prejuízo. O Belfort é trabalhador, mas não trouxe bons resultados. Espero que não seja uma decisão errada’, disse Antônio Cláudio, ao garantir a contratação de um novo técnico ainda nesta semana, mesmo que ainda não tenha ninguém cotado para o cargo. O elenco alvi-azul está de férias até 10 de janeiro, tempo que o coordenador acha suficiente para encontrar o substituto de Sérgio Belfort.

Antes e depois

Sérgio Belfort se apresentou na Curuzu em 19 de novembro para substituir Sinomar Naves, demitido depois que o Time Negra não conseguiu se classificar no Torneio de Acesso ao Estadual. Quando entrou, a proposta era montar um time barato e competitivo para conquistar o título regional. Ele tinha contrato até junho de 2008.

QUANDO ENTROU

‘Venho para o Paysandu para que o time tenha resultados positivos daqui para frente’, disse Belfort.

‘A diretoria me ofereceu a possibilidade de trabalho a longo prazo, isso me dará tranqüilidade’, explicou, na semana em que se apresentou ao clube.

QUANDO SAIU

‘Quando fui contratado, a idéia era avaliar e apontar as necessidades do time. Só que a diretoria quer resultados imediatos. É difícil fazer isso’, disse Belfort.

‘Só falta dar tempo para que os profissionais consigam realizar um trabalho com sucesso’, lamentou.

Foto: Blog Futebol do Norte

Seja o primeiro à comentar em "Sérgio Belfort deverá ser o técnico do Imperatriz"