O drama do Timão continua. Até domingo

O Corinthians não fez sua parte para escapar de vez do perigo de disputar a Série B em 2008. Bastava vencer o Vasco, na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, já que o Goiás apanhou por 4 a 1 do Atlético-MG, no Mineirão. Mas perdeu por 1 a 0, gol de Alan Kardec, e o martírio vai até a última rodada.

O Timão tem os mesmos 43 pontos. Se vencer o Grêmio, domingo, no Rio Grande do Sul, escapa do rebaixamento. Mas se empatar, vai precisar secar o Goiás (42 pontos), que pega o Internacional, em Goiânia, e até o Paraná (41 pontos), que visita o Vasco. Haja coração, Fiel torcida.

Para os vascaínos, um resultado que deixa o time mais próximo da classificação para a Copa Sul-Americana e eliminou de vez qualquer possibilidade de ser rebaixado. No domingo o rival é o Paraná, que ainda luta para não cair.

Pressão do Timão. E Felipe salva

Empurrado pela torcida, o Corinthians começou pressionando o Vasco, como esperava o técnico Valdir Espinosa. A boa rodopiava nos pés dos três homens da frente do Timão, velozes, mas as melhores chances nasceram da cabeça e dos pés de defensores.

Primeiro Fábio Ferreira cabeceou e Cássio fez ótima defesa. Mesmo desempenho do arqueiro em chute de Carlos Alberto, de fora da área.

Nesse meio tempo a Fiel torcida só comemorou o gol do Atlético-MG no Mineirão. Mas não foi avisado pelo alto-falante, e sim pelo radinho dos torcedores na arquibancada.

Aos poucos o Vasco melhorou, equilibrou a partida e complicou nos contra-ataques.

E enquanto os cariocas apertavam, o Goiás empatava em Belo Horizonte. Mais uma vez silêncio no alto-falante.

No finalzinho da etapa Felipe, mais uma vez, salvou o Corinthians. Contra-ataque, primeiro uma defesa em chute de Leandro Amaral e depois em chute de Guilherme. Duas defesas que garantiram o 0 a 0.

Alan Kardec define

O Timão voltou com tudo para o segundo tempo. E logo com três minutos Arce perdeu um gol incrível, frente a frente com Cássio.

O Corinthians era melhor, mas perdia gols. Everton Ribeiro chutou de fora da área bonito, mas à esquerda do arqueiro e pouco depois Bruno Bonfim invadiu a área e chutou também à esquerda, meio truncado. Desespero da Fiel.

E quando todo mundo no Pacaembu achava que o Corinthians marcaria o gol em poucos minutos, foi o Vasco quem fez. Alan Kardec aproveitou bate-rebate na área e marcou o gol.

A Fiel só voltou a gritar que “aqui tem um bando de louco” quando o Atlético-MG marcou o segundo gol em Belo Horizonte, dando uma mãozinha. Agora, é a Fiel ir para Porto Alegre e rezar.

Fonte: Globoesporte.com

Uma resposta para "O drama do Timão continua. Até domingo"

  • Felipe Barroz

    Oi colega! Eu nao sou mto de fazer comentarios, mas gostei mto de seu site! Gostaria de te dar meus parabens! Continue assim!