Timão joga sorte contra o Vasco

Para o Corinthians, vale a temporada (e a de 2008 também). Para o Vasco, ver um rival talvez ficar mais perto da Série B. O jogo no Pacaembu é decisivo para o Timão, que pode acabar de vez com o medo de disputar a Segunda Divisão em 2008. Precisa vencer os vascaínos e torcer para o Goiás perder do Atlético-MG, jogo em Belo Horizonte.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partida em Tempo Real a partir das 21h45m e a Rede Globo transmite ao vivo a partida para todo o Brasil.

– É o jogo decisivo, para todos os corintianos ficarem lado a lado – avisa o goleiro Felipe. Símbolo da briga para não cair, o arqueiro defendeu pênalti muito importante na última partida, dia 11 de novembro, contra o Goiás, que possibilita ao Timão escapar da degola já nesta penúltima rodada.

Mais de 33 mil corintianos estarão no estádio empurrando o Timão. Se vencer e se safar, alívio e fim da tensão. Pensar em 2008, reforços, manutenção de Nelsinho Baptista… Se perder, a paciência da torcida pode ir por água abaixo. A decisão da permanência ou não seria domingo, contra o Grêmio, em Porto Alegre, time que ainda briga por vaga na Copa Libertadores. Nem São Jorge vai agüentar…

O técnico Nelsinho Baptista divulgou uma novidade de última hora para encarar o Vasco: o ala-esquerdo Everton Ribeiro será o titular na posição de Gustavo Nery, que está machucado. Carlão, volante que poderia atuar improvisado, fica no banco.

– O Everton ataca bastante e acho que vamos precisar de apoio pela esquerda – explica Nelsinho Baptista.

Já o boliviano Arce será o responsável pelo ataque na posição de Finazzi, artilheiro do Timão no Brasileiro, com 12 gols, mas que está suspenso. A característica, porém, é outra:

– O Arce é mais veloz. Perdemos um pouco na bola aérea, mas na parada os zagueiros sobem. Quero bastante movimentação dos atacantes – conta Nelsinho.

Iran, também machucado, dá lugar a Amaral. Moradei e Zelão, suspensos, cedem vaga a Bruno Octávio e Fábio Braz, respectivamente.

Do lado do Vasco, o técnico Valdir Espinosa teve 17 dias para arrumar o time da Colina. O treinador teve alguns problemas durante a semana para escolher um lateral-esquerdo. Na semana passada, Rubens Junior entrou de férias mais cedo. Eduardo chegou a treinar entre os titulares, mas não foi aprovado. Com isso, Guilherme será o camisa 6 na partida desta quarta-feira.

Por outro lado, o restante da equipe já está escalada desde o início da semana passada. A única ausência é a do argentino Darío Conca, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Espinosa optou por escalar Morais na vaga do gringo. O meia, que está recuperado de um problema no púbis, faz a sua primeira partida na equipe principal desde o dia 3 de junho, diante do Fluminense.

No ataque, o treinador vasaíno vai contar com Leandro Amaral e Alan Kardec. Para Espinosa, o time não vai sentir a pressão da torcida corintiana.

– Muita gente vai ver esse jogo. Serão 30 mil no estádio, mais um monte do lado de fora e milhões pela televisão. Todas as coisas que vão acontecer lá serão normais. Anormal seria a torcida do Corinthians aplaudir o Vasco entrando em campo – diz Espinosa.

Fonte: Globoesporte.com

Seja o primeiro à comentar em "Timão joga sorte contra o Vasco"