Brasil joga mal e cai diante da Itália

Com uma atuação decepcionante, a seleção brasileira foi dominada pelas italianas e acabou derrotada pela segunda fez nesta Copa do Mundo. Impecáveis em todos os fundamentos, as adversárias venceram por 3 a 0, parciais de 25/20, 25/23 e 25/19. A cubana naturalizada Aguero, responsável pelos saques e ataques mais potentes do time, foi eleita a melhor jogadora da partida.

O resultado fez o Brasil praticamente dar adeus às chances de conquistar pela primeira vez o título da competição, já que, a dois jogos do fim da Copa, a Itália se mantém invicta. A equipe de Zé Roberto precisaria vencer seus confrontos e torcer por um tropeço das italianas.

Apesar da surpreendente vitória da Sérvia sobre o time dos EUA, a seleção brasileira se mantém no terceiro lugar da tabela, seguida de perto pela rival, que tem o mesmo número de vitórias (7) e de derrotas (2). Para terminar entre as três primeiras colocadas e se classificar para as Olimpíadas de Pequim, a equipe precisa derrotar as sérvias, adversárias desta quinta-feira, e as japonesas. O duelo contra as européias acontecerá nesta quinta-feira, à 1h35 (de Brasília), e terá transmissão da TV Globo e do canal Sportv. No mesmo dia, a Itália enfrenta a equipe cubana.

Com Jaqueline em quadra após três jogos de ausência, o Brasil entrou no jogo em clima de decisão, já que uma vitória manteria as chances do título e aproximaria a equipe de uma vaga em Pequim. No entanto, mesmo sem a levantadora e capitã Lo Bianco, que se machucou e foi substuída por Ferretti, a seleção italiana começou melhor, beneficiada pelos saques da cubana naturalizada Aguero e por dois erros da defesa verde e amarela. Em desvantagem, o técnico Zé Roberto deu uma bronca nas meninas durante o primeiro intervalo técnico. A iniciativa deu certo, e as brasileiras encostaram no placar.

Porém, apesar do esforço de Sheilla, que virava todas as bolas, a forte defesa fez a diferença a favor das das adversárias. Sem ritmo, Jaqueline foi substituída por Sassá, mas a entrada da ponteira não foi o suficiente para evitar a derrota. Agüero foi novamente para o saque e a Itália abriu cinco pontos, fechando por 25 a 20.

A seleção não se deixou abater e voltou melhor no set seguinte. Explorando bem os espaços deixados pelas rivais, a equipe fez 10 a 7. Mas do outro lado da quadra, estava Aguero, que conduziu sua equipe à reação. Após um longo rali, a cubana soltou o braço pela diagonal e empatou o confronto.

Mais uma vez, as brasileiras voltaram a se impor e abriram quatro pontos de vantagem, em 19 a 15. A vitória parecia certa até que a Itália se acertou em quadra e, com uma forte marcação em cima das ponteiras brasileiras e ataques em cima do bloqueio adversário, passou à frente. Nervoso, Zé Roberto substituiu Sassá, Walewska e Fabiana por Jaqueline, Carol Gattaz e Fabíola, mas o esforço foi em vão. Assim como na parcial anterior, as italianas cresceram no fim e rapidamente chegaram ao placar de 25 a 23.

A obrigação de vencer no terceiro set deveria motivar, mas desanimou a seleção. Apáticas, as jogadoras não conseguiam superar a defesa e o bloqueio adversários. Aplicada, a equipe italiana mostrou o seu melhor e, com tranqüilidade, abriu 5 a 1. Para piorar a situação o time de Zé Roberto, as rivais começaram a variar as jogadas de ataque, deixando o Brasil perdido em quadra.

As italianas chegaram a fazer 10 a 4, mas, aos poucos, as meninas superaran o “apagão” e voltaram a vibrar em quadra. Paula Pequeno e Jaqueline ajudaram a equipe a diminuir a diferença para dois pontos, em 13 a 15. Inabaláveis, as italianas continuaram a impor seu forte ritmo de jogo e seguraram o time verde e amarelo. A tristeza abateu novamente as brasileiras, que acabaram derrotadas por 25 a 19. Como consolo, o fato de que, há muito tempo, as tradicionais rivais não jogavam tão bem. Embalada pela grande fase de Aguero, a Itália segue firme em busca do ouro da Copa. Já o Brasil tenta aprender a lição para melhorar nas duas partidas que restam e não deixar escapar a classificação para as Olimpíadas.

Fonte: Globoesporte.com
Foto: FiVB

Seja o primeiro à comentar em "Brasil joga mal e cai diante da Itália"