Cabeça de Souza deixa Flamengo perto do sonho

Dizem que atacantes vivem de gols. Souza provou neste domingo que a teoria é verdadeira. Sumido durante 71 minutos, o atacante usou a cabeça para garantir a sofrida vitória do Flamengo por 1 a 0 sobre o Santos, no Maracanã.

Foi o alívio e o início da festa para os 81.844 pagantes (87.716 presentes) que lotaram e quebraram o recorde de público do Campeonato Brasileiro.

O resultado deixa o Rubro-Negro no caminho certo da Taça Libertadores. A equipe pula para a terceira colocação, com 58 pontos. Segundo as contas do técnico Joel Santana, basta mais três pontos em seis disputados para a conquista da vaga.

Apesar de derrotado, o time paulista se mantém em situação até certo ponto confortável. Os comandados de Vanderlei Luxemburgo têm 59 pontos e ocupam a vice-liderança.

O Flamengo lançou-se ao ataque desde o início de jogo. Chutes, porém, inexistiram. Tímido, o time visitante teve uma grande oportunidade aos dez minutos. Rodrigo Souto driblou Ibson dentro da área e, livre, bateu para fora.

No lance seguinte, o Rubro-Negro respondeu. Leo Moura lançou, Renato Augusto demorou e chutou em cima de Fábio Costa. Cristian também esteve próximo de marcar. Mas o zero a zero persistia. A festa nas arquibancadas, também.

A pressão dos anfitriões não diminuiu. Aos 37, Juan cobrou falta lateral e Fábio Costa espalmou. O Santos novamente teve chance cristalina aos 40, mas Rodrigo Tabata bateu em cima da zaga adversária. Aos 44 minutos, Rodrigo Souto entrou facilmente na área rubro-negra, mas finalizou cruzado e Bruno defendeu.

A partida começou mais nervosa no segundo tempo. O Santos ameaçava em contra-ataques com Rodrigo Tabata. O Flamengo tentava nos chutes de longe. Aos dez, Cristian chutou forte e Fábio Costa espalmou.

Os minutos foram passando, o time da casa começou a errar passes e a torcida pediu a entrada de Roger. Satisfeitos com o resultado, os paulistas começaram a trocar passes tranqüilamente.

Aos 28, enfim, Joel mexeu na equipe. Ele trocou Jaílton e Toró por Obina e Roger. Mas a boa chance foi do Santos. Pedrinho chutou e mandou rente à trave esquerda de Bruno.

Sumido no jogo, Souza apareceu com precisão aos 31.O Flamengo fez tabelinha de cabeça na área. Obina escorou, Fábio Luciano ajeitou e Souza completou para as redes.

Quando a torcida ainda comemorava, Rodrigo Souto chutou e Bruno fez defesa espetacular.

O goleiro resolveu fazer jus à alcunha de “melhor do Brasil” dada pela torcida do Flamengo. Aos 44, Rodrigo Tabata chutou da entrada da área e Bruno voou para espalmar.

Depois do jogo encerrado, o Flamengo desfilou com uma imitação da taça das bolinhas, que será entregue ao São Paulo ao fim do campenato. Os jogadores foram ovacionados pela galera e alguns, como o volante Cristian foram às lágrimas durante uma volta olímpica improvisada.

Próximos jogos

25/11/2007 – (16h) FLAMENGO x Atlético-PR – Maracanã
25/11/2007 – (16h) Paraná x SANTOS – Vila Capanema

Fonte: Globoesporte.com

Seja o primeiro à comentar em "Cabeça de Souza deixa Flamengo perto do sonho"