Boa sorte ao novo Sampaio

O presidente do Sampaio, Manoel Ribeiro enfim assinou a tão esperada carta renúncia. O destino do clube está agora nas mãos dos conselheiros que escolherão a nova diretoria em dezembro.

Manoel Ribeiro dirigiu o Mais Querido durante 10 anos. Deu ao clube a sua mais importante conquista – o título de campeão brasileiro da Série C em 1997 conquistado de forma invicta.

Levou o Sampaio à semifinal de uma competição sul-Americana, a Copa Conmebol e cnquistou a Copa Norte, além de títulos estaduais.

O maior público de uma partida de futebol envolvendo clubes maranhenses foi para Sampaio e Santos pela Conmebol. O Sampaio fez o Castelão ficar pequeno.

Também caiu com o tricolor para a Série C em 2001. E a partir daí nada mais deu certo. Foram montados vários projetos para trazer o clube de volta à Série B, mas sem nenhum sucesso.

Podemos dividir a era Manoel Ribeiro em duas etapas. De 1997 a 2000 foram anos de grandes conquistas. De 2001 para cá não podemos dizer o mesmo. E ninguém melhor do que os próprios tricolores para explicar o que aconteceu.

Para eles, a ausência do presidente foi determinante para os insucessos nos últimos anos. Por conta dos compromissos pessoais e da sua saúde, Manoel Ribeiro continuou na presidência, mas delegou poderes aos seus assessores acreditando que o ano de 1997 se repeteria.

Agora, ao renunciar a presidência do clube mais popular do Maranhão, Manoel Ribeiro sai com a sensação do dever cumprido e como Tricolor que é já avisou que ajudará a nova diretoria a levar ao clube ao lugar de nde nunca deveria ter saído. E antes de finalizar não vou entrar no mérito se a passagem de Manoel Ribeiro no clube foi boa ou ruim. Diria apenas que acabou um ciclo no clube como em tudo na vida.

Espero que os novos dirigentes consigam mudar o panorama atual do Sampaio. Isso será determinante para que outros clubes e principalmente a Federação Maranhense de Futebol sigam o mesmo caminho. E aí o nosso futebol será outro.

4 comentários para "Boa sorte ao novo Sampaio"

  • Ze Carlos

    Zeca, acesse o site da Bolivia e clique em Galeria e veja a foto da decisão do brasileiro de 1997, + de 55 mil pessoas, eu estava lá. Não foi de graça, foi pago, pois ainda não existia nota na mão, este é o legado do Manoel Ribeiro, esperamos outro presidente para reconduzir todos estes torcedores no Castelão, pois lá que é a casa do BOLIVÃO. Nhozinho Santos, Correão, Frei da Abadia, etc.. é pra time do interior e outros considerado pequeno.

  • Paulo de tarso

    Dizem quem vive de passado é museu, este ditado sempre diz são os invejosos. O Sampaio tempo um passado de glória, veja: 30 vezes campeão MA, 2 vezes campeão brasiseiro, campeão da copa norte e nordeste, participação em commebol.
    A história é a vida de um clube.
    Veja a briga do FLA e São Paulo , eles são penta porque conquistaram campeonatos em tempo passados, 1977, 1980 etc..

  • Diogo

    Uma das melhores noticias nos ultimos anos para a Bolivia, Zeca, Sampaio voltará para o lugar de onde nunca deveria ter saído, momentos ruins acontecem em qualquer time, e passamos muitos anos por estes momentos, o Castelão voltará a ser do Sampaio, tomara que reergam esse gigante tambem no proximo ano, espero grandes reviravoltas com o Sampaio proximo ano…vamos esperar pra ver!

  • joão santos

    Obrigado Manoel, pelas glórias e títulos nenhum outro time do estado tem o´histórico de títulos que nós temos, Sampaio te é grato!