Dia da verdade

Pára ou continua? O Superior Tribunal de Justiça define hoje, o futuro do Imperatriz no Campeonato Brasileiro Série C. O time maranhense foi denunciado pelo Departamento Técnico da CBF foi denunciado por infração ao artigo 214 do CBJD (Incluir atleta sem condições de jogo).

O processo 101/07 foi o oitavo da pauta do SJTD na segunda-feira passada. A defesa do Imperatriz alegou que não houve má-fé do clube ao lançar o jogador e sim um equívoco do funcionário responsável pela contagem dos cartões recebidos pelos atletas.

O primeiro a votar foi o relator do processo Rodrigo Castilho Ribeiro que pediu para baixar diligência dos autos, para que a CBF possa apresentar os relatórios disciplinares das partidas compreendidas entre 7 de julho e 3 de setembro envolvendo o Imperatriz.

O pedido foi acatado pelo presidente e por isso o processo retorna a julgamento hoje, a partir de 17h.

O vice-presidente do Imperatriz, Ribinha Cunha disse que toda estratégia de defesa por parte dos advogados já está pronta.

– Da mesma forma que a CBF vai apresentar as súmulas e os demais documentos solicitados pelo relator, nossos advogados vão reforçar nossa defesa e analisar tudo o que for apresentado pela CBF. Para que caso haja a necessidade de apresentar uma contra-defesa, nós já estejamos preparados para defender os interesses do Imperatriz – afirmou.

Se for condenado, o Imperatriz perderá seis pontos e ficará fora da terceira fase do Campeonato Brasileira. Os dois primeiros jogos do Imperatriz que seriam contra o ABC-RN e Fast-AM foram suspensos.

Seja o primeiro à comentar em "Dia da verdade"