Árbitro de Tuna Luso e Rio Branco teria pedido propina para favorecer o time paraense

Ontem, o que seria um simples dever de casa para os cruzmaltinos se transformou num dos maiores desafios enfrentados pela Tuna Luso dentro do seu estádio. O empate por 1 a 1 com o Rio Branco (AC) quebrou a seqüência de vitórias da Águia dentro do Souza. Os cruzmaltinos foram pressionados do início ao fim e quase terminaram a partida sem marcar pontos.

Os tunantes terão que buscar a classificação à terceira fase da Série C do Campeonato Brasileiro no Maranhão, contra o Imperatriz (MA), no próximo domingo. Um empate será o suficiente para garantir os cruzmaltinos na próxima etapa da competição.

Fogos de artifícios e aplausos nas arquibancadas do estádio Francisco Vasques deveriam ser prenúncios de uma grande partida, o que, francamente, não se viu. O Rio Branco ditou o ritmo nos primeiros trinta minutos. A Tuna pouco criou na primeira etapa.

No início do segundo tempo, o sol forte tirou o ímpeto dos visitantes. Garrinchinha – que substituiu Luis Cláudio Baiano ainda no primeiro tempo – não deu sossego aos zagueiros rivais. Outro que entrou inspirado foi o meia Luís Carlos Trindade – no lugar de Márcio Belém. Ele fez um lançamento perfeito para a conclusão de cabeça de Marcelinho, aos 7min: 1 a 0.

A partir daí a Tuna começou a botar fogo na área do Rio Branco, mas ficou só na ameaça. Pagou caro por isso. O visitante marcou, aos 20min, o gol do empate com Testinha, em bela cobrança de falta. Os visitantes pressionaram no final, mas não conseguiram a virada.

Propina

Após a partida, atletas da Lusa questionaram a arbitragem a respeito da expulsão do zagueiro Hallyson e da não marcação de supostos pênaltis. Houve confusão. Um dos colaboradores da diretoria de futebol da Lusa, de prenome Paulo, acusou o árbitro Françuar Fernandes da Silva (de Roraima) de pedir uma propina de R$ 12 mil à Tuna para favorecer a equipe. O apitador deixou o gramado sob escolta policial.

Fonte: Rádio Clube AM e Diário do Pará

2 comentários para "Árbitro de Tuna Luso e Rio Branco teria pedido propina para favorecer o time paraense"

  • Sandro - Imperatriz

    A Tuna tomou do próprio remédio assim como o Sampaio também. É bom meter a mão nos outros bando de ladrão sem vergonha. O hárbitros fazem o mesmo quando os times aí de São luís pegam os times do interior. Gatunada safada, se lascaram. Agoram vão amargar o fraquinho campeonato maranhense. Por que aqui no Caldeirão do Diabo a chapa é quente. Imperatriz 3 x 0 na tuna!!!!!!!

  • Manuel Américo

    É hilário ler comentários como esse em que afirmam a Tuna ser ladra. E Sandro, como diz o popular “poupe-me”.