Boca será o adversário do Grêmio na final

Argentinos eliminam o Cúcuta mesmo com a forte neblina que pairou sobre Buenos Aires

Em um jogo emocionante, o Boca Juniors derrotou o Cúcuta por 3 a 0 no estádio La Bombonera e será o adversário do Grêmio na final da Taça Libertadores da América. Os argentinos haviam perdido o jogo de ida na Colômbia por 3 a 1, mas se classificaram por terem vencido com uma diferença maior de gols.

A partida foi marcada por ótimos lances de habilidade dos argentinos e defesas espetaculares do goleiro do Cúcuta. Mas para quem ficou decepcionado por ter perdido tudo isso, fica o consolo: graças à intensa neblina que pairou sobre Buenos Aires, a visibilidade no gramado do La Bombonera ficou severamente comprometida. Até para quem tentou ver o jogo foi difícil ver todos os detalhes.

A neblina provocou um atraso no início do jogo de 45 minutos. Às 20h05m (horário de Brasília), o juiz permitiu o começo do primeiro tempo, e o Boca foi com tudo para cima dos colombianos. Logo aos seis minutos, um bate-rebate incrível movimentou a área do Cúcuta. O goleiro Zapata fez uma seqüência de defesas difíceis. Aos 13 minutos, o lateral Bustos cobrou falta perigosíssima no travessão e respondeu à altura.

Mas os argentinos seguiram na pressão e sufocaram os colombianos. De tanto insistir, aos 43 minutos, Riquelme abriu o placar com um golaço: cobrança de falta potente e precisa no canto esquerdo do goleiro Zapata.

No segundo tempo, mais pressão do Boca. Os jogadores do Cúcuta pareciam atordoados. Aos 40 segundos, Ibarra soltou uma bomba e Zapata fez outra grande defesa. Aos 3 minutos, Palacio (mal na partida) perdeu gol feito. Aos 5 minutos, Neri Cardozo fez um golaço, mas o assistente alegou impedimento inexistente.

Aos 8 minutos, o jogo foi interrompido, pois a neblina se intensificou. Seis minutos depois, a partida recomeçou, e o panorama permaneceu com o Boca sufocando. Aos 15 minutos, cruzamento de Riquelme na área, Del Castillo não alcança e Palermo completa de cabeça: 2 a 0. O atacante quase voltou a marcar em bicicleta sensacional, que Zapata salvou. Para fechar o caixão colombiano, aos 44 minutos, levantamento de Riquelme da direita, a zaga não cortou e Battaglia desviou de cabeça, à direita de Zapata: 3 a 0. Que venha o Grêmio!<br/>
Fonte: Globoesporte.com

Uma resposta para "Boca será o adversário do Grêmio na final"

  • Miguel Fiquene Neto

    Olá caro zeca soares deixei meu curriculo ai com voce tem um tempo e você nunca me deu uam resposta sobre uma possivel estágio na rádio mirante am sou formado em comunicação desde 2004 e infelizmente nao tive oportunidade nessa area vc tem algum email de contato

    um abraco parabens pelo blog

    RESPOSTA: Entre em contato comigo através do e-amil: [email protected]