Governo da Bolívia revoltado com a Fifa

País é o mais prejudicado com proibição de jogos em estádios acima de 2.500m


Estádio de Atahualpa, em Quito, fica a 2.800 metros de altitude: vetado

O Governo da Bolívia considera um “atentado” a decisão da Fifa de proibir a disputa de partidas internacionais em estádios localizados acima de 2.500 metros de altitude.

– É um atentado ao esporte em seu conjunto – disse às redes locais de TV o porta-voz do governo boliviano, Alex Contreras, sobre a medida anunciada no domingo.

Com a decisão, ficam vetados o estádio Hernando Siles, de La Paz, situado 3.577 metros acima do nível do mar e onde a seleção boliviana costuma mandar seus jogos nas eliminatórias, e também os de Oruro, Potosí, Cochabamba e Sucre.

– O presidente (Evo Morales), como atleta exemplar que é, está muito preocupado com esta questão – afirmou Contreras.

Contreras anunciou que, durante esta segunda-feira, Morales se reunirá com ministros, dirigentes esportivos e especialistas para divulgar a posição oficial que a Bolívia adotará em relação à medida da Fifa.

– Vamos tomar uma determinação como país – afirmou o porta-voz, que defendeu uma “campanha internacional” contra o veto às partidas em altitudes elevadas, pois a medida também afeta países como Colômbia, Equador e Peru, que têm estádios em cidades situadas a mais de 2.500 metros acima do nível do mar.

Fonte: Das agências de notícias

Uma resposta para "Governo da Bolívia revoltado com a Fifa"

  • luis henrique

    O governo do Maranhão ja enviou a proposta pra São Luis sediar jogos da copa de 2014? pois Curitiba, Cuiabá, São Paulo entre outras cidades ja enviaram e o prazo que a CBF deu ja esta se esgotando e ñ se ouvi falar de nenhuma proposta maranhense Ricardo Teixera enfatizou que depois do dia 31/05/07 ñ adianta enviar propostas a cbf pois ñ seram aceitas mais nenhuma pode ser o estado que for!!!!!!! queria saber mais informações desde ja agradeço!!!!!