E o gol mil de Romário não saiu

Fogão ignora gol mil e bota o Vasco na roda

A festa estava toda preparada, mas ainda não foi desta vez. Romário passou em branco, o Botafogo sobrou em campo e derrotou o Vasco por 2 a 0, no Maracanã, pela quinta rodada da Taça Rio. Lucio Flavio e Túlio fizeram os gols. A nova tentativa do Baixinho de fazer o milésimo gol será na quarta-feira, contra o Gama, pela Copa do Brasil. O jogo está marcado para São Januário, mas, a pedido de Romário, pode ser transferido para o Maracanã.

Com a vitória, que só não foi de goleada graças à excelente atuação do goleiro Cássio, o Glorioso mantém a liderança do grupo A, com 12 pontos. O Vasco, apesar da derrota, lidera o B, com 10.

O Botafogo começou mandando na partida e antes dos dez minutos já havia criado boas chances de abrir o placar com Dodô, Jorge Henrique e Luciano Almeida. Com bom toque de bola no meio-campo, o Alvinegro chegava facilmente ao ataque. Aos 14, Lucio Flavio recebeu sozinho na entrada da área e chutou forte de esquerda para fazer 1 a 0 (assista ao gol).

Diante da apatia de sua equipe, o técnico Renato Gaúcho não demorou para agir: pôs Renato e Thiago Maciel, tirou Ives e Sandro. Mas o Botafogo continuava envolvente e, numa bela trama pela direita, Dodô quase fez um golaço pegando de primeira após a bola ajeitada por Túlio.

Sumido da partida, Romário chamou a atenção pela primeira vez ao tentar completar um cruzamento com a mão, à la Maradona. O árbitro Wagner dos Santos Rosa viu e não hesitou em dar cartão amarelo para o atacante. Antes do intervalo, o Baxinho teve a primeira chance clara de fazer o milésimo, mas o chute de bico chegou sem força às mãos do goleiro Júlio César.

O segundo tempo começou eletrizante. Por muito pouco o Botafogo fez o segundo, com Jorge Henrique, que perdeu um gol incrível na pequena área, aos cinco minutos. Logo depois, Romário teve uma oportunidade clara de empatar o jogo e chegar ao gol 1.000. O Baixinho recebeu um passe perfeito de Morais, entrou na área, mas chutou para fora (assista ao lance). O jogo ficou franco e, aos 18, o Baixinho teve nova chance de marcar, mas tentou encobrir o goleiro, e a bola subiu muito. Aos 26, o argentino Dudar, que já tinha cartão amarelo, foi expulso após fazer falta em Jorge Henrique, que puxava um contra-ataque em velocidade.

Com atuação praticamente perfeita de seu meio-campo, o Botafogo criava, mas desperdiçava chances claríssimas de decidir a partida. O time esbarrava nas ótimas defesas do goleiro Cássio, a melhor delas num chute de Túlio à queima-roupa. Mas nos acréscimos não teve jeito. Túlio fez o segundo após uma linha de passe sensacional do ataque alvinegro. Ainda assim, ficou barato.

BOTAFOGO 2 X 0 VASCO
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Horário: 18h10m (de Brasília)
Árbitro: Wagner dos Santos Rosa
Auxiliares: Marcos Tadeu dos Santos Nunes e Sergio de Oliveira Santos
Cartões amarelos: Romário, Abedi, Dudar, Renato (Vasco); Túlio, Zé Roberto, Joílson, Jorge Henrique (Botafogo)

Cartão vermelho: Dudar (Vasco); Joílson (Botafogo)
Gol: Lucio Flavio, aos 14 minutos do primeiro tempo; Túlio, aos 48 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO
Júlio César, Joílson, Alex, Juninho e Luciano Almeida; Túlio, Leandro Guerreiro (Wagner), Lucio Flavio (Juca) e Zé Roberto; Jorge Henrique (André Lima) e Dodô
Técnico: Cuca

VASCO
Cássio, Wagner Diniz, Fábio Braz, Dudar e Sandro (Thiago Maciel); Roberto Lopes, Ives (Renato), Abedi e Morais (Marcelinho); Leandro Amaral e Romário.
Técnico: Renato Gaúcho

Seja o primeiro à comentar em "E o gol mil de Romário não saiu"