Um time pasivo

Se a torcida não confia no time, ela não vai mesmo ao estádio. No futebol, essa é uma máxima mais do que verdadeira. Ontem, apenas algumas ilustres testemunhas acompanharam a partida entre Moto e Comerciário pelo 2º turno da Taça Cidade de São Luís.

E quem esteve no Nhozinho Santos não gostou do que viu. Um time mais uma vez mal escalado, sem inspiração e com alguns jogadores perdidos em campo. Passividade em vermelho e preto. Não aceito as explicações da comissão técnica e da diretoria sobre os desfalques. E explico porque. Édson Mendes foi substituído por Careca. O titular já fez vários jogos e nenhuma grande atuação até agora. Jean Marcelo no lugar de Luís Fernando. Até a decisão contra o Imperatriz, Jean era titular no esquema 3-5-2. Na lateral-esquerda, Lúcio que não faz uma boa temporada foi substituído por Robson. E deu na mesma.

No meio, Fred entrou no lugar de Palito. E foi um desastre. Bastou o Comerciário fazer 2 a 0 para Raimundinho Lopes mudar o time e também a história do jogo. A partir dessa alteração, o Moto foi outro. O artilheiro Douglas fez dois, mas poderia ter feito muito mais. E Paulo César ainda perdeu um pênalti com direito à cansada paradinha. E no finalzinho, um chute de Dênis no canto direito baixo de Elinton decretou a derrota do Papão. Vão dizer mais uma vez que estou com birra com o Elinton, mas para mim ele falhou outra vez, apesar das grandes durante a partida. Mas essa foi fatal. E por fim, Falta mesmo na minha opinião faz o Misael. Quando ele joga, todo o time do Moto joga também.

Enfim, como disse o técnico Raimundinho “ganhar uma partida é fácil, ganhar um campeonato é preciso muito mais”.

4 comentários para "Um time pasivo"

  • FCO JOEZITO

    Meu caro jornalista, não sei o que ha para se comentar neste futebol maranhense, que é simplesmente sem comentario, o que ha de se comentar, é apenas a falta de organização desse falido futebol e a cara de pau das pessoas que manda nesse futebol, e ainda vem o Dep. Ricardo Murar como uma proposta para são luis ser umas das sedes da copa de 2014, qual é dep? endoidou de vez? não nada para fazer? FRANCAMENTE.

  • marinho

    o moto esta precisando de um tecnico de verdade, a muito tempo não tem.

  • Anônimo

    Ola, amigo jornalista, discordo do comentário do FCO JOEZITO, veja minha teoria: se todos os jogos do Sampaio ou do Moto, tivesse a presença do no mínimo 3 mil torcedores assíduo como eu, com certeza estariamos em outro patamar,(isso acontece no Pará e Ceará) mas infelizmente o povo do maranhão é pobre de espirito, prefere valorizar os euricos e cleber leites da vida, que nada tem a nada haver com a gente. este FCO deve ser um desses que é não frequente nosso futebol e com certeza e capaz de cortar um dedo quando o flamengo ou vasco perde.
    Afinal moramos também em uma cidade grande com mais de 1 milhão de hab. infelizmente temos muito dos FCO como pseudo maranhnese.

  • fco joezito

    Quero dizer ao internauta que não se identificou, que não adianta lotar os estadios, que a renda some, e não sei nem se devia se chamar futebol maranhense, pois a maioria do atletas são de fora, não se da valor a prata da casa, gostaria muito que o futebol maranhense decolase de vez, mas infelizmente, é isso ai que assistimos, outra coisa, basta um time do interior ser campeão de turno ou mesma do campeonato, que no outro dia um clube da capital esta na porta dos tribunais tentando ganhar no tapetão, isso é futebol?