A paradinha do Arlindo

Ainda em tempo, quero registrar um post que recebi de um dos grandes profissionais que trabalham no futebol do Maranhão. Estou falando do ex-técnico do Moto, Arlindo Azevedo. Ele explica, explica, mas enfim não vai me convencer que estava na hora de parar. Arlindo pode ter e acho que tem as suas falhas. No futebol, os dirigentes falham ao contratar errado. Os técnicos falham nas escalações, os atletas falham nas conclusões da jogadas, a imprensa falha ao analisar uma partida, o torcedor falha ao jogar um objeto dentro de campo prejudicando o time do coração, enfim as falhas acontecem e são sempre fatais. Então, resultado não aparece e aí vem a pressão e quase sempre sobra para o técnico ou para o “burro” não é Arlindo?

Mas vamos ao que escreveu o Arlindo:

“Olá Zeca, saúde amigo!

Quero deixar claro que não me afastei do Moto Club por causa de criticas da torcida, pois considero isso normal, principalmente após uma derrota. Mas já havia decidido juntamente com minha familia que qualquer que fosse o resultado eu me afastaria inclusive os diretores e jogadores me pediram para continuar, mas o stress já estava prejudicando minha saúde.

Mas desejo toda sorte ao Moto Club, principalmente a garotada que está começando que merece um melhor tratamento por parte da torcida que não dá o valor devido aos seus atletas, mesmo sabendo que são a única maneira do clube sair da situação financeira que se encontra, pedindo ajuda aos diretores e conselheiros. Aproveito a oportunidade para agradecer todo apoio da imprensa maranhense e principalmente de você. Que Jesus te ilumine a você e toda sua família”.

Bem, perguntaria então ao Arlindo: será que você cansou? Talvez sim, talvez tenha cansado principalmente nos últimos tempos com as coisas que acontecem no nosso futebol. Vi você chegar a reclamar das arbitragens em alguns jogos. E acho que isso contribuiu também para aumentar o stress que já estava prejudicando a sua saúde. Dou a mão a palmatória. Com saúde realmente não se brinca.

O que anima é o fato de você ter se “afastado” e não abandonado o futebol. Como estudioso que é, ainda tem muita coisa a dar ao nosso futebol. Veja por exemplo: também pensava que o Izone Carvalho (hoje preparador físico do Sampaio) havia deixado o futebol para o resto da vida, mas felizmente depois de alguns anos no futsal, depois no futebol de areia, retornou ao Mais Querido e hoje dá a sua contibuição ao futebol maranhense.

A “paradinha” é na verdade férias. Espero que logo você retorne, mesmo que em outro clube. Onde você estiver sei que estará trabalhando para colocar o nosso futebol no lugar onde merece.

Um grande abraço e até breve.

Uma resposta para "A paradinha do Arlindo"

  • Adalberto Melo

    Concordo com vc Zeca. Apesar de militar na crônica esportiva por pouco tempo (creio que uns 6 anos ao todo) , tive a felicidade de conhecer pessoas sérias e competentes como o “professor” Arlindo Azevedo.
    Infelizmente temos o péssimo hábito de não valorizar o que é nosso, ainda que as qualidades sejam visíveis.
    Assim como o Paulo César disse que vai desistir da “paradinha” (na cobrança de pênaltis) espero que Arlindo também desista da sua. (salvo se o problema de saúde realmente justificar um afastamento definitivo).
    Senão ao lado do campo, espero voltar a encontrar Arlindo,quem sabe comentando alguns jogos em alguma emissora de rádio.

    Forte abraço.