TUDO ERRADO

Regulamento da Taça Cidade e as normas da CBF dizem outra coisa

Li o regulamento da Taça Cidade de São Luís e as normas gerais da Confederação Brasileira de Futebol. Ficou ainda mais claro para mim. A partida entre Sampaio e Moto suspensa na última segunda-feira com a morte do diretor de futebol do Moto, Raul Menezes deveria ser reiniciada aos 40 minutos do 1º tempo. As normas gerais da CBF em seu Artigo 37, parágrafo 1º, ítem “f” é bastante clara: Uma partida só poderá ser adiada, interrompida ou suspensa quando ocorrerem os seguintes motivos: motivo extraordinário, não provocado pelos clubes, e que represente uma situação de comoção incompatível com a realização ou continuidade da partida. Foi o que aconteceu no Estádio Nhozinho Santos. A FMF decidiu simplesmente cancelar a partida, rasgando o seu próprio regulamento e desrespeitando as normas gerais da CBF. E mais uma vez todo mundo aceita.

REGULAMENTO DA TAÇA CIDADE

Art. 15 – Em caso de suspensão do jogo até os 30 minutos do segundo tempo, a partida terá continuidade 24:00 horas após, sendo reiniciada com o mesmo resultado do momento que houve a interrupção, somente podendo participar os atletas que já estavam relacionados na súmula.

NORMAS GERAIS DA CBF

Art. 37 – O árbitro é a única autoridade para decidir, a partir de duas horas antes do horário previsto para o início da partida, sobre o seu adiamento, ressalvada a causa de mau estado do campo, a qual poderá ser objeto de decisão anterior ao período de duas horas, bem como, no campo, a respeito da interrupção ou suspensão definitiva de uma partida, fazendo chegar ao Departamento Técnico da CBF, em 24 horas, um relatório minucioso dos fatos.
§ 1º – Uma partida só poderá ser adiada, interrompida ou suspensa quando ocorrerem os seguintes motivos:
a) falta de garantia;
b) mau estado do campo, que torne a partida impraticável ou perigosa;
c) falta de iluminação adequada;
d) conflitos ou distúrbios graves, no campo ou no estádio.
e) procedimentos contrários à disciplina por parte dos componentes dos clubes e/ou de suas torcidas.
f) motivo extraordinário, não provocado pelos clubes, e que represente uma situação de comoção incompatível com a realização ou continuidade da partida
.

INGRESSOS

E ontem, a FMF definiu os preços dos ingressos para o novo jogo entre Sampaio e Moto marcado para segunda-feira, às 20h30, no Estádio Nhozinho Santos. O torcedore que pagou R$ 20,00 (nas cadeiras) e R$ 8,00 (nas arquibancadas) e guardou o canhoto do ingresso terá acesso garantido. Quem perdeu o canhoto e demais torcedores pagarão R$ 10,00 (nas cadeiras) e R$ 4,00 (nas arquibancadas). Não me perguntem porque o novo preço.

2 comentários para "TUDO ERRADO"

  • Luis Fernando Cutrim

    Zeca, sou motense mas não vou mais ao estádio porque esses comandantes da federação de futebol não têm um mínimo respeito com o torcedor maranhense. É um esculhambação total.

    RESPOSTA: Respeito a sua posição, mas gostaria que torcedores como você continuassem indo aos estádios porque os nossos clubes precisam muito. Quanto À FMF… Não tem jeito mesmo. Só com uma faxina geral por lá.

  • Hilton Franco

    Acho uma falta de respeito muito grande com os torcedores que vão aos estádio e “não são contados”.
    Afinal, porque nao divulgam o publico corretamente? Ou os torcedores que vão ao estádio são fantamas?
    Por isso que dá vontade de não ir mais.