Na TV móvel, telejornais poderão ter duração de um minuto

Um estudo produzido pela Escola de Economia de Londres para a fabricante de celulares Nokia prevê que, na TV móvel do futuro, os telejornais não devem ultrapassar um minuto de duração.

A repercussão da pesquisa foi feita na coluna de Daniel Castro na Folha de S. Paulo em 17/11. A TV móvel é, basicamente, a transmitida em telefones celulares – e a implantação de tecnologias digitais promete aquecer este mercado.

Jornais, novelas e formatos publicitários serão os mais afetados na visão do estudo inglês, que cita o telejornal de um minuto recentemente idealizado e produzido pela China Telecom, operadora de celulares.

Segundo Castro, os pesquisadores apontaram a necessidade de informação em tempo real e sentimento de pertencimento como os principais motivos para a propagação da tecnologia e das mudanças que devem ocorrer.

Comerciais de cinco segundos, abuso de closes nas atrações, novos hábitos de programação e grande interação são as principais previsões para a TV móvel do futuro.

Fonte: Portal Imprensa

Seja o primeiro à comentar em "Na TV móvel, telejornais poderão ter duração de um minuto"